Prefeitura de São Paulo quer acelerar aprovação da Operação Urbana Vila Sônia

 

Projeto prevê obras para preservação de áreas verdes, urbanização de favelas e criação de túnel


co

A prefeitura de São Paulo vai enviar até o fim de março o estudo de impacto ambiental da Operação Urbana Vila Sônia ao Cades (Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), órgão vinculado à Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. O objetivo é conseguir o licenciamento ambiental para encaminhar, o quanto antes, o projeto para a Câmara Municipal.

A Operação Urbana Vila Sônia prevê uma série de intervenções no bairro, como preservação de áreas verdes, urbanização de favelas, recuperação da infraestrutura e a criação de um túnel para ligar as avenidas Jorge João Saad e Corifeu de Azevedo Marques. Parte dos recursos do projeto virá dos Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção) emitidos pela prefeitura, que já decidiu ampliar o potencial construtivo da região em mais de 1,3 milhões de m². O governo calcula arrecadar R$ 300 milhões com os certificados.

As obras da Operação Urbana Vila Sônia estão divididas em grupos. Para o sistema de áreas verdes, o projeto prevê a interligação e recuperação paisagística dos parques da Previdência e Luis Carlos Prestes, recuperação paisagística do parque Raposo Tavares e implantação dos parques lineares do córrego Charque Grande e trecho do parque linear do córrego Itararé, além da articulação destes por meio do caminho verde da avenida Eliseu de Almeida.

Na área de sistema viário e de transportes, além do túnel para ligar as avenidas Jorge João Saad e Corifeu de Azevedo Marques, estão previstos o melhoramento da região da Rua Alvarenga e da Avenida Eng. Antônio Eiras Garcia, e possibilidade de investimento em obras de pequeno porte do sistema troncal de ônibus e metrô.

No que se refere à recuperação e ampliação de espaços públicos, está prevista a requalificação dos Pólos Vital Brasil e Vila Sônia, junto às futuras estações Butantã e Vila Sônia do Metrô, com melhorias nas vias, calçadas e demais espaços públicos, requalificação funcional e paisagística da avenida Professor Francisco Morato e requalificação paisagística da avenida Eliseu de Almeida, incluindo ciclovia.

 


Fonte : - www.piniweb.com.br